Integração com a graduação

Em primeiro lugar, convém observar que de acordo com o Art.51. do Regulamento Geral da Pós-graduação da Universidade (RESOLUÇÃO Nº 11/2010- CEPE), todos os docentes do quadro da UFES que atuam em Programas de Pós-graduação devem também participar do ensino de graduação ministrando aulas em disciplinas sob a responsabilidade do Departamento onde estiver lotado. Essa mesma resolução que se efetivou em 2011 possibilitou a redução de carga horária na graduação de vários docentes do programa que mantinham uma carga horária acima de 16 horas semanais na graduação.
O Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva tem se constituído em importante instrumento de integração da graduação com a pós-graduação e a pesquisa no Centro de Ciências da Saúde da UFES, tendo em vista a inserção dos professores do programa nas diferentes áreas de ensino e nos projetos voltados para participação dos alunos da graduação.
Esta integração do programa com a graduação dá-se de forma sistemática, pois todos os docentes ministram aulas em cursos de graduação: enfermagem, medicina, odontologia, estatística, psicologia, ciências sociais.
Além de ministrar disciplinas, os professores orientam alunos em projetos de iniciação científica (Programa PIBIC/UFES), extensão, monitoria. Estas bolsas são oferecidas pela universidade a alunos com projetos em diversas temáticas através de seleção do Programa Integrado de Bolsas. A UFES disponibilizou no ano de 2011: 450 bolsas para Iniciação Científica, 408 bolsas para Monitoria e 200 bolsas para Extensão. Os professores do programa concorreram como orientadores dos alunos e foram contemplados em todos as categorias.
Alem destas bolsas, o Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (HUCAM) disponibiliza 70 bolsas para estágios extra-curriculares que são cedidos de acordo com o projeto do setor e vinculados ao coordenador do setor.
Além disto, há a participação dos docentes no desenvolvimento de programas de disciplinas e na supervisão de estágios na rede pública de saúde nos diferentes níveis da atenção.
Alunos da graduação participaram, também, junto com os docentes do PPGSC de atividades na Secretaria de Saúde de Estado, na elaboração do Pacto da Atenção Básica, dentre outras, como os grupos de estudo com alunos do mestrado. Todo este convívio tem sido fundamental para a troca de experiência, o estímulo ao pensamento crítico, criativo, investigativo e consequente aumento no desenvolvimento da pesquisa.

Em 2009, como durante todo o triênio, praticamente todos os docentes do programa orientaram alunos com bolsa de iniciação científica (CNPq, PIBIC/UFES, PIVIC, PETROBRÁS, FACITEC) dos cursos de graduação de origem– enfermagem, odontologia, medicina, estatística, psicologia e ciências sociais. Estiveram sob orientação dos professores do programa cerca de 30 alunos de iniciação científica, sete monitores oficiais de diferentes disciplinas, 13 monitores voluntários, cinco bolsistas de extensão e seis bolsistas de estagio extra-curicular no HUCAM.

Outro benefício da integração graduação/pós-graduação tem se dado nas orientações dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) em que os alunos e docentes do PPGSC têm participado, seja na orientação direta, na co-orientação ou participação nas bancas examinadoras. Essas ações têm possibilitado identificar precocemente alunos com perfil para prosseguir seus estudos na pós-graduação, o que certamente é um resultado positivo tanto para a graduação, quanto para a pós-graduação.

Outro aspecto importante é o aumento do número de trabalhos dos alunos apresentados em eventos científicos nacionais e locais, mesmo após o término do seu curso de graduação.
Um resultado dessa integração tem sido o número de alunos beneficiados com bolsa de iniciação científica que tem obtido aprovação no processo seletivo e ao tornar-se aluno da pós-graduação tem apresentado um bom desempenho no transcorrer no curso de mestrado e nas especializações.No processo seletivo para a turma 2011 ,22 foram bolsistas de IC.
Além disto, houve um incremento de publicação resultante de estudos de iniciação cientifica onde os alunos puderam exercitar a produção dos textos em conjunto com o orientador.

Estágio de docência:

A integração tem se dado também com o envolvimento dos mestrandos no Estágio de Docência, que sob a supervisão do docente tem realizado atividades didáticas, seja ministrando aulas em disciplinas da área de saúde coletiva, seja através da participação como palestrante em eventos científicos. Outro destaque é que a UFES participou do programa REUNI e os alunos com bolsas provenientes deste programa tiveram a oportunidade de participarem dos cursos em processo de implantação. Os mestrandos, juntamente com os orientadores, têm colaborado na co-orientação e participação das bancas dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC). Os pós-graduandos qeu são bolsitas realizam estágio em docencia , também participam das das disciplinas e atividades da graduação e atuam nos grupos de pesquisa

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe, Vitória - ES | CEP 29043-900